28 de março de 2022 Helio Jaques Rocha-Pinto0

Faleceu recentemente na França, onde morava, John A. Tully. Ele foi um dos pesquisadores estrangeiros que vieram ao Brasil com José Antônio de Freitas Pacheco em 1971, e que colaboraram com a formação do Departamento de Astronomia do IAG. Em homenagem à sua importância para a consolidação da Astronomia Brasileira, reproduzimos abaixo um texto escrito por nosso colega e sócio fundador.


John A. Tully, em 1971

John Alexsander Tully, físico inglês naturalizado francês e “brasileiro de coração”, faleceu em Paris no
dia 3 de março de 2022. Especialista em física atômica, John foi formado pela escola de Mike Seaton e Alan Burgess vindo, em fins dos anos sessenta, se instalar no então Observatório de Nice, no grupo de física atômica liderado por Oleg Bely. Foi nessa época, durante a preparação de meu doutorado, que conheci John e outros membros da equipe de física atômica, como Daniel Petrini, os quais, mais tarde, viriam ao Brasil dar uma contribuição ao desenvolvimento da Astronomia brasileira.

Por ocasião de meu retorno ao Brasil em 1971, a criação do Departamento de Astronomia do IAG estava dependendo da existência de um certo número de pesquisadores distribuídos em pelo menos 3 categorias docentes. Assim, a solução encontrada foi convidar pesquisadores estrangeiros para virem a São Paulo. Graças a um auxílio concedido pela Fapesp, pesquisadores de Nice como Jean Lefèbvre, John Tully e Françoise Le Guet vieram a São Paulo, propiciando a constituição de um quadro docente de acordo com a regras da USP e permitindo a criação do Departamento de Astronomia.

Durante sua estadia em São Paulo, John ministrou vários cursos na nossa incipiente pós-graduação, em particular em Mecânica Quântica, destacando os processos de excitação de átomos em nebulosas planetárias e a física de gases ionizados rarefeitos. John estimulou vários grupos de física atômica no Brasil, como o da PUC do Rio de Janeiro nos contatos mantidos com Humberto Brandi. Orientou em São Paulo a tese de Manoel Serrão que, mais tarde, desenvolveria pesquisas naquela área na ilha da Madeira, de onde era nativo. John era um apaixonado pelo Brasil, tendo aprendido nossa língua, lido inúmeras obras brasileiras e sobre o Brasil, procurando sempre manter-se informado sobre a situação do país mesmo após seu retorno à Europa. Sempre que nos encontrávamos, em pouco mais de 50 anos de amizade, discutíamos um pouco em português.

Rememoro aqui que, além de John, os outros “niçois” tiveram um papel significativo no desenvolvimento do Departamento de Astronomia. Lefèbvre iniciou o projeto de criação de um laboratório para simulações da poeira cósmica, iniciativa continuada por Said Codina e que levou à formação de pesquisadores como Antônio Mario Magalhães e José Alberto Marcondes Machado. Françoise Le Guet colaborou comigo no projeto de difusão de raios cósmicos na Galáxia, tema que havia iniciado no Brasil ainda como estagiário de César Lattes e que mais tarde desenvolveria em minha própria tese de doutoramento. Outros membros do grupo de física atômica de Nice vieram posteriormente ao Brasil, como Oleg Bely, que ministrou vários cursos
na PUC-Rio e Daniel Petrini, que realizou estágios no Observatório Nacional e no IAG. O desaparecimento de John Tully representa uma perda não somente para sua esposa, Françoise Le Guet-Tully, seus filhos e netos, para todos aqueles que tiveram a oportunidade de conhecê-lo e com ele conviver, mas também a perda de um dos personagens que contribuíram para a criação e o desenvolvimento do Departamento de Astronomia do IAG/USO.

J. A. de Freitas Pacheco
Nice, 24/03/2022



3 de março de 2022 Helio Jaques Rocha-Pinto0

Com base na discussão que ocorreu na última Assembleia Geral da SAB, e em vista das dificuldades dos nossos sócios bolsistas que têm, em sua maioria, o valor das suas bolsas congelados desde 2013, informamos que haverá um desconto maior para os associados bolsistas de mestrado e doutorado para as anuidades de 2022, de acordo com o cronograma abaixo:

* Sócios aspirantes (bolsistas de mestrado)
Pagamentos até 31/03 – R$ 66,00 (40% de desconto)
Pagamentos até 30/06 – R$ 77,00 (30% de desconto)
Pagamentos até 30/09 – R$ 88,00 (20% de desconto)
Pagamentos após 30/09 – R$ 110,00 (Valor pleno)

* Sócios efetivos (bolsistas de doutorado)
Pagamentos até 31/03 – R$ 132,00 (40% de desconto)
Pagamentos até 30/06 – R$ 154,00 (30% de desconto)
Pagamentos até 30/09 – R$ 176,00 (20% de desconto)
Pagamentos após 30/09 – R$ 220,00 (Valor pleno)

Lembrando que para os demais sócios (pós-doutores, pesquisadores e professores), o cronograma de desconto é o mesmo que o enviado no último boletim:

* Sócios efetivos
Pagamentos até 31/03 – R$ 176,00 (20% de desconto)
Pagamentos até 30/06 – R$ 18700 (15% de desconto)
Pagamentos até 30/09 – R$ 198,00 (10% de desconto)
Pagamentos após 30/09 – R$ 220,00 (Valor pleno)

Após o pagamento, o comprovante deverá ser enviado ao e-mail secsab@sab-astro.org.br para a realização da baixa. Caso haja algum valor a mais pendente, você será notificado por e-mail. Os dados bancários estão disponíveis no link https://sab-astro.org.br/associacao/pagamento/. Para PIX, a chave é o nosso CNPJ 53.757.191/0001-05.

Lembramos que a SAB é uma associação sem fins lucrativos e as anuidades são nossa única fonte de renda.

Atenciosamente,
Alex C. Carciofi
Tesoureiro da SAB



19 de fevereiro de 2022 Helio Jaques Rocha-Pinto0

Seus companheiros do ON, LIneA e do INCT do e-Universo lamentam o falecimento do nosso amigo, colaborador e companheiro de tantas jornadas, Márcio Antônio Geimba Maia hoje pela manhã no Rio Grande do Sul.

Márcio graduou-se em Física pela Universidade Federal de Santa Maria, em 1976. No ano seguinte, ingressou no mestrado do Observatório Nacional, instituição pela qual também obteve o doutorado em 1989.

Ele era um profissional extremamente comprometido com a pesquisa e a educação. Tinha grande atuação na pesquisa de aglomerados de galáxias. Ao longo de 40 anos de dedicação à astronomia, Márcio publicou uma centena de artigos em diversas revistas especializadas. Sua contribuição foi fundamental na formação de vários alunos, no levantamento Southern Sky Redshift Survey nos anos 80 e 90, na criação do LIneA e no sucesso do INCT do e-Universo, trabalhando a maior parte do tempo nos bastidores. Sua ausência será profundamente sentida pelos seus colaboradores.

Manifestações de pesar podem ser enviadas para sua esposa Rosaura (Rosaura.doria.maia@gmail.com) e seu filho no Brasil Matheus (Matheus.doria.maia@gmail.com).

Luiz Nicolaci


A Diretoria da SAB se une ao pesar dos colegas pela perda. Márcio Maia fez parte da diretoria de nossa sociedade como secretário-geral entre 2000 e 2002. Nossas condolências à família e amigos.



25 de janeiro de 2022 Helio Jaques Rocha-Pinto0

A Direção da Associação Laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA), no uso das atribuições que lhe foram conferidas por meio do seu Conselho de Administração, em parceria com a Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) vêm convidar aos pesquisadores, pós-doutorandos, alunos de pós-graduação e graduação nas áreas de astronomia, física, ciência da computação, matemática aplicada e estatística interessados em participar do projeto Legacy Survey of Space and Time a ser realizado no Vera C. Rubin Observatory, a se candidatarem para uma das 75 novas posições. Estas posições, cedidas pelo LIneA ao Grupo de Participação Brasileiro (BPG-LSST), já foram obtidas em troca de contribuições a serem feitas ao projeto LSST por este Laboratório, com o apoio do INCT do e-Universo e da FINEP.

Das 75 posições, 15 são destinadas a pesquisadores vinculados a uma instituição brasileira e 60 para jovens pesquisadores, sendo pelo menos 15 reservadas para estudantes em diferentes estágios da carreira, incluindo em casos especiais, estudantes de ensino médio.

Os interessados nesta histórica oportunidade estão convidados a submeter suas propostas pelo formulário disponível neste link.

As propostas serão analisadas por uma Comissão de Admissão formada por profissionais de reconhecida competência instituída pelo Conselho de Administração da Associação.

Esta chamada ficará aberta até as 18 horas do dia 11/03/2022.

Dúvidas podem ser encaminhadas para candidaturas-bpg@linea.gov.br.

Equipe LIneA e BPG-LSST



25 de novembro de 2021 Helio Jaques Rocha-Pinto0

A Diretoria da SAB expressa grande preocupação com a situação da avaliação dos programas de Pós-Graduação pela Capes. Não há até o momento um cronograma para a retomada da Avaliação Quadrienal 2017-2020, situação que levou ao pedido de demissão dos coordenadores da área Física/Astronomia. Ademais, não tem havido ações para a criação de um substituto ao Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) da Capes para esta década.

O Sistema de Pós-Graduação é a principal rede de formação de pesquisadores no Brasil. A avaliação periódica é uma garantia da manutenção de sua qualidade e de fonte de estímulo para a inovação científica. Embora a avaliação da Capes apresente problemas que mereçam críticas, sua metodologia deve ser aperfeiçoada, jamais paralisada. O risco que tal ação coloca sobre o futuro dos Programas de Pós-Graduação é enorme. Não são apenas linhas de pesquisa que podem ser interrompidas, mas também a carreira de milhares de pesquisadores jovens, ainda em estágio de pós-doutoramento. Preocupa-nos sobremaneira que a maioria desses pesquisadores seja forçada a buscar posições no exterior pela absoluta incapacidade do país em fixá-los em empregos para os quais se formaram ao longo de mais de uma década. Nosso país não pode ser um mero exportador de cientistas!

Expressamos nossa solidariedade aos colegas coordenadores da área Física/Astronomia na Capes, Prof. Fernando Lázaro Freire Jr., Prof. Alberto Saa e Prof. Rubem Sommere. Esperamos que a Capes retome com celeridade o processo de avaliação quadrienal e o Programa Nacional de Pós-Doutorado.



23 de novembro de 2021 Helio Jaques Rocha-Pinto0
O evento LSST Brazil 2021 (https://lsst-brazil2021.linea.gov.br) acontece nos dias 7 e 8 de dezembro, sendo uma iniciativa do Laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA) em apresentar à comunidade brasileira o andamento do ambicioso projeto Legacy Survey of Space and Time (LSST), que será conduzido no Vera C. Rubin Observatory e já tem o início de suas atividades programadas para o ano de 2022 e se estenderá até 2038.
O LSST é uma grande colaboração internacional, com 28 países participando do projeto. O Brasil participa do LSST desde 2015 através de um acordo do qual o LIneA é signatário. Esta participação é coordenada pelo Brazilian Participation Group (BPG-LSST). Recentemente, através de projetos submetidos pelo LIneA, um grande número de novas posições estão disponíveis para a comunidade brasileira interessada em trabalhar no LSST.
Os objetivos deste evento de dois dias são: (1) trazer atualizações sobre o LSST e (2) mostrar as oportunidades para comunidade científica e encorajar sua participação neste projeto na fronteira do conhecimento. Para tal, foram convidados pesquisadores internacionais ligados diretamente ao projeto (dia 1) e pesquisadores brasileiros ligados ao BPG (dia 2).
O evento será transmitido via YouTube, sendo 100% online e gratuito e aberto a todos os interessados em diferentes níveis de carreira. O público é convidado a interagir e tirar suas dúvidas, já que todas as perguntas postadas no chat do YouTube serão redirecionadas aos palestrantes.
Demais dúvidas podem ser encaminhadas para cde@linea.gov.br.
Venha saber mais e participar de um dos maiores projetos da astronomia!


2 de novembro de 2021 Helio Jaques Rocha-Pinto0

É com grande pesar que o Laboratório Nacional de Astrofísica comunica o falecimento do pesquisador e amigo Carlos Alberto Pinto Coelho de Oliveira Torres na manhã de hoje, em Itajubá, MG.

Carlos Alberto foi um pesquisador incansável e produtivo, com importantes contribuições na área de estrelas jovens. Homem de visão estratégica, vislumbrou há tempos o LNA de hoje, as colaborações e os consórcios internacionais.

Também transitava amiúde e com facilidade entre as letras e a literatura. Sua paixão por viajar só fez crescer seus já vastos conhecimentos sobre história, geografia e enologia — seu outro grande prazer além da astronomia.

Carlos Alberto graduou-se em Física pela UFMG: licenciatura em 1969 e bacharelado em 1970. Obteve o título de mestre pelo ITA em 1972. Foi auxiliar de ensino na UFMG entre 1968 e 1971, e no ITA, de 1971 a 1973. Já no Observatório Nacional, mudou-se para Itajubá em 1979 a fim de integrar a equipe do ainda em construção Observatório Astrofísico Brasileiro — OAB. Chefiou o OAB desde 1984 e depois foi diretor do LNA até o início de 1994.

No LNA, Carlos Alberto liderou dois importantes levantamentos de estrelas jovens, sempre em parceria com seu amigo e colaborador desde os tempos do ITA, Germano Rodrigo Quast. Um deles é o Pico dos Dias Survey, (PDS) que lhe rendeu o doutorado em 1998, e o outro é o SACY – Search for Associations Containing Young Stars. Deles também foi a identificação de estrelas T Tau fora das nuvens interestelares que poderiam tê-las originado, bem como a descoberta, em parceria também com Roger Coziol, Francisco Jablonski, Ramiro de la Reza, Jacques Lépine e Jane Gregório-Hetem, do quasar mais brilhante no universo vizinho 1997, dentro do PDS.

Carlos Alberto deixa um legado científico de peso que certamente vai levar jovens pesquisadores pelo mesmo caminho. Deixa também um vazio na vida de várias gerações de pesquisadoras e pesquisadores que se formaram durante os 41 anos do OPD. Seus amigos, colegas e familiares seguem em frente, inspirados por sua grande vontade de viver.


A Diretoria da Sociedade Astronômica Brasileira manifesta seu pesar pela perda de tão estimado colega, que foi sócio fundador desta sociedade. Expressamos nossas profundas condolências aos familiares e amigos.



26 de agosto de 2021 Helio Jaques Rocha-Pinto0
Pesquisador Germano Bruno Afonso durante o evento “Da Aldeia para Universidade” em 2018 na UFBA / Imagem: Giovanna Hemerly

Faleceu hoje pela manhã, em Curitiba, o astrônomo Germano Bruno Afonso.

Germano tinha 71 anos de idade. Era Doutor em Astronomia de Posição e Mecânica Celeste pela Université Pierre et Marie Curie (Paris VI), Mestre em Ciências Geodésicas e Graduado em Física pela Universidade Federal do Paraná. Foi Professor Titular de Física de Universidade Federal do Paraná. Germano atuava apaixonadamente no ensino de Física e popularização de C&T e tinha um especial apreço pela pesquisa acerca da Astronomia dos Povos Indígenas, sendo um dos pioneiros nessa área no Brasil.

A Diretoria da SAB, em nome de seus sócios, expressa suas profundas condolências à família e amigos de Germano Afonso pela perda.



23 de novembro de 2020 Helio Jaques Rocha-Pinto0

A SAB assina a carta preparada pela SBPC e entidades da Iniciativa para a CT no Parlamento para o Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, solicitando apoio à Proposta de Emenda Constitucional nº 24 de 2019, que exclui as despesas de recursos próprios das Universidades e Institutos Federais dos limites do Teto de Gastos.

 

 

Brasília, 17 de novembro de 2020

Excelentíssimo Deputado Federal Rodrigo Maia
Presidente da Câmara dos Deputados

Prezado Presidente Rodrigo Maia,

Escrevemos esta carta para pedir à Vossa Excelência que apoie a votação da Proposta de Emenda Constitucional no 24 de 2019, que exclui as despesas de recursos próprios das Universidades e Institutos Federais dos limites do Teto de Gastos. Em primeiro lugar, vale ressaltar que os recursos próprios são advindos de variadas iniciativas das instituições: convênios e acordos de cooperação tecnológica, aluguéis, patentes, entre outras fontes. Os recursos de convênios e acordos de cooperação tecnológica são para projetos de pesquisa, os quais não recebem recursos do orçamento das Universidades.

Não há justificativa, portanto, para que estes recursos estejam limitados aos tetos do orçamento público. Aliás, ressalta-se que a queda na obtenção de receitas próprias pelas Universidades e Institutos Federais é também resultante do impacto da Emenda Constitucional do Teto de Gastos. Ainda mais relevante é o fato de que as Universidades Federais e Institutos Federais vêm sofrendo sucessivos cortes de orçamentos, tanto no que diz respeito à pesquisa quanto no financiamento em si.

Do orçamento de 2020 para a proposta (PLOA) para 2021, enviada pelo governo ao Congresso, verifica-se um corte nos recursos discricionários destinados às Universidades Federais de 17,5%; para os Institutos Federais, a queda foi de 16,5%. Para o mesmo período, também podemos observar o corte no financiamento de pesquisas. O orçamento da Capes foi reduzido de cerca de R$ 4,25 bilhões. em 2019, para R$ 3,07 bilhões em 2020. A previsão para 2021 é de R$ 3,04 bilhões, mas um terço destes recursos está condicionado a créditos futuros. Os recursos para bolsas do CNPq serão 10% menores que os de 2020 e 60% deles estão condicionados; para o fomento à pesquisa, a previsão para 2021, no CNPQ , é de apenas R$ 22 milhões, 18% do valor de 2019. É importante se promover a recomposição dos orçamentos na PLOA 2021, de tal forma que não haja prejuízos maiores ao sistema de ensino e pesquisa do País.

Além disso, e diante deste cenário extremamente preocupante para as Instituições Federais de ensino, é essencial que a PEC 24 seja votada ainda em dezembro de 2020. Entendemos as dificuldades de votações de emendas à Constituição de maneira remota, mas sabemos que exceções foram feitas para temas de urgência e com grande relevância para o país. Estamos solicitando, portanto, que a educação superior e a pesquisa científica brasileiras tenham o mesmo tratamento de urgência e priorização nesta Casa.

Cordialmente,
ABC – Academia Brasileira de Ciências
ANDIFES – Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior
CONFAP – Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa
CONIF – Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica
CONFIES – Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica
CONSECTI -Conselho Nacional de Secretários para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação
IBCIHS – Instituto Brasileiro de Cidades Inteligentes, Humanas e Sustentáveis
SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência
SAB – Sociedade Astronômica Brasileira
(e várias outras sociedades científicas)