SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA

AS ESTAÇÕES DO ANO NAS LOCALIDADES TROPICAIS FOCANDO SALVADOR BAHIA (CO15)

Autores: 

Luiz Sampaio (União Metropolitana de Educação e Cultura/Salvador/Ciências Contábeis), Athayde Junior (Fundação Visconde de Cairu/CEPPEV)

Palavras-chave: 

Estações do Ano, Estações do ano em Salvador, Zênite Solar.

As estações do ano ocorrem em todo o planeta por causa da inclinação do seu eixo longitudinal imaginário. A translação da terra evidencia as quatro posições astronômicas distintas, que ajudam a definir as quatro estações, com duração de ~90 dias cada. Elas são configuradas também por padrões climáticos e a incidência do sol ao longo do ano na zona tropical, faz com que as diferenças se tornem mais sutis, prejudicando sua conceituação na região. Suas diferenças são mais delimitadas fora dos trópicos, nos países dominantes, que criaram essas regras e as impuseram por meio da literatura nortista para os países colonizados, como o nosso. O sol incide sobre Salvador ~27/10, muito antes do verão oficial, portanto, e a cidade recebe novamente seus raios a pino, ~15/02, data próxima do que seria o outono nas regras oficiais. O verão de Salvador deveria ser considerado de 12 de setembro, data anterior ao primeiro zênite solar em 45 dias até 01 de abril, 45 dias após o segundo, pois o calor surge antes do verão oficial e dura muito mais, apresentando temperaturas altas desde antes da primavera oficial e até após o outono, o que justificaria a modificação. O sistema diferenciado de incidência do sol, duas vezes no ano entre os trópicos, evidencia a necessidade de normas diferentes para as estações nessas localidades, entretanto, são ensinadas nelas as mesmas regras das zonas temperadas. Diferentes sociedades necessitam de diferentes tipos de ensino. Conforme nos ensinam os grandes pensadores da educação, a aquisição de conhecimentos se dá pela interação do sujeito com o meio, e o conhecimento é construído com a aproximação da realidade pelo homem, dessa forma, seria mais correto ensinar regras que são condizentes com a realidade observada nas diversas localidades, principalmente com a possibilidade de circulação das informações, observada modernamente, e da presença de novas tecnologias disponíveis para a educação.
 

Arquivo do Trabalho: 

application/pdf iconSNEA2012_TCO15.pdf

CONTATO

Sociedade Astronômica Brasileira
Rua do Matão, 1226 - Cidade Universitária - USP
CEP 05508-900 - São Paulo - SP
Tel: (11) 98154-8772 - e-mail: secret@sab-astro.org.br/ sab.secretaria.email2@gmail.com
Horário de atendimento: Terça e Quinta-feira das 09h00 às 12h00 e das 12h30 às 15h00
Powered by Wild Apricot Membership Software